Plenária acadêmica da UEPB rejeita programa Future-se em defesa da universidade pública e gratuita

A Universidade Estadual da Paraíba é a primeira universidade estadual do país a rejeitar o programa de privatização das universidades e institutos federais, o Future-se. A deliberação foi tomada numa plenária acadêmica unificada realizada pela manhã e a noite do dia 27/08, no Hall da Central de Aulas, em Campina Grande. Os participantes aprovaram um manifesto explicando o future-se e a posição da comunidade universitária.

A plenária acadêmica foi convocada pela Associação dos Docentes da UEPB – ADUEPB, SINTESPB-UEPB, as correntes do movimento estudantil Correnteza, Levante Popular e UJS, além da Reitoria da universidade. O encontro teve a participação de caravanas de estudantes de vários campi da instituição.

Plenária acadêmica da UEPB para discutir o Future-se, em andamento no Hall da Central de Aulas CG

Posted by Aduepb on Tuesday, August 27, 2019

Além de manifestações dos representantes das entidades dos três segmentos, o presidente do Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior – ANDES-SN, Antônio Gonçalves, falou no evento na parte da manhã sobre o impacto do programa Future-se para a educação superior e para as universidades estaduais.

“O Future-se tem alguma simpatia dentro do ambiente acadêmico porque em algumas instituições já existem ações de prestação de serviços e no âmbito das universidades federais existe até a rubrica 250, que é destinada aos recursos que as instituições conseguem auferir com aluguéis e outras fontes. Então ampliar isso parece atraente para várias pessoas e não será um debate fácil e vamos precisar de um grande esforço de unidade de ação para derrotar o projeto. Mas antes temos que derrotar os cortes de verba. O Future-se não é possível de ser negociado. Ele tem de ser derrotado no seu conjunto porque é uma concepção completamente contrária ao interesse público e da classe trabalhadora brasileira”, ressaltou Antônio Gonçalves.

Segue plenária acadêmica da UEPB para discutir o Future-se. Hall da central de Aulas. #faturese #forafuturese #aduepb #andes

Posted by Aduepb on Tuesday, August 27, 2019

O presidente da ADUEPB, Nelson Júnior , enfatiza que apesar de, inicialmente, ser direcionado às universidades e institutos federais, se aprovado a privatização proposta pelo Future-se atingirá também universidades estaduais no curto prazo. Por isso, instituições como a UEPB também devem lutar para derrotar essa proposta do governo federal.

Estudantes, professores e técnicos também expuseram suas preocupações sobre o Future-se e apontaram vários problemas gerados pela redução de verbas impostas pelos governos estaduais na UEPB, além dos impactos dos cortes de bolsas para a pós-graduação e diversos programas implementadas pelo Ministério da educação.

MANIFESTO

No manifesto aprovado pela comunidade acadêmica, os segmentos da UEPB ressaltam que o programa Future-se pretende levar as OS´s (Organizações Sociais) para as gestões das Universidades/Institutos, quebrando sua autonomia didático/pedagógica; abrindo o financiamento das pesquisas aos bancos e empresas privadas; transformando os Departamentos das Universidades em centros de negócios e os professores em empreendedores. Além disso, a partir do Future-se a contratação de servidores será feita via terceirização através das O.S., acabando os concursos públicos e pressionando regressivamente a política salarial.

AUDIÊNCIA

Na tarde do dia 27/08, o presidente do ANDES-SN participou de uma audiência com o vice-reitor da UEPB, Flávio Romero, sobre o Future-se. Durante o encontro Antonio Gonçalves expôs a preocupação do sindicato nacional sobre a proposta do governo e sua avaliação sobre os impactos do programa. O vice reitor também demonstrou muita preocupação sobre o tema e concordou que as universidades estaduais serão também atingidas, caso a iniciativa do governo federal seja implementada. Durante o encontro ele esteve acompanhado pelo diretores da ADUEPB, Nelson Júnior e Elizabete Vale, do vice-presidente da Secretaria Regional NE II do ANDES-SN, Josevaldo Cunha e do pro-reitor de planejamento da universidade Luciano Albino

Baixe o manifesto contra o Future-se na UEPB

Fonte: ADUEPB – 29/08/2019

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *