Docentes deliberam pela ampliação do combate à violência na Maré

Docentes deliberam pela ampliação do combate à violência na Maré
Em meio a manifestações emocionantes e à lembrança do caso Marielle Franco 63º Conad aprova maior atuação na luta por justiça e contra a intervenção federal militar no RJ
Um dos pontos de destaque durante a plenária III, realizada na tarde deste domingo, 1, no 63º Conad foi a atuação no combate a violência no Rio de Janeiro, a exigência de respostas quanto a execução da vereadora Marielle Franco e Anderson Gomes e contra a intervenção militar. Foi aprovado, por unanimidade, que o ANDES-SN, via secretaria regional e seções sindicais do RJ, continue a apoiar ações de combate à violência na Maré e demais favelas cariocas, denunciando as ações de extermínio promovidas pelo Estado e apoiando ações de organizações, movimentos e entidades locais que lutam pela defesa dos direitos humanos.
Além disso, os docentes decidiram que o Sindicato Nacional incentivará que as demais secretarias regionais envidem esforços no sentido de reforçar ações de defesa dos direitos humanos nos estados e, ou regiões aonde se evidenciam a violência do Estado.
Jaqueline Lima, que coordenava a mesa da plenária, disse que foi emocionante que a aprovação tenha se dado por unanimidade. “É muito importante termos aprovado por unanimidade um TR que trata do enfrentamento, da luta contra o assassinato e execução de homens e mulheres, mais especificamente do caso Marielle, para intensificarmos essa luta e a denúncia contra o genocídio negro e das lideranças sociais”, finalizou a docente.

Fonte: ANDES-SN – 01/07/2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *