Professores da UEPB decidem intensificar mobilização por reposição salarial e fortalecer Fórum dos Servidores

Os professores da Universidade Estadual da Paraíba – UEPB intensificarão suas mobilizações para conseguir a reposição de suas perdas salariais e fortalecer o Fórum dos Servidores Estaduais. Estas foram as principais deliberações retiradas da assembleia geral da categoria, realizada na quinta-feira (07/06), que também aprovou as contas da ADUEPB nos anos de 2016 e 2017 e escolheu delegado e observadores que participarão do Conselho do ANDES-SN.
A assembleia  começou com a parte de informes, tendo o presidente Nelson Júnior comunicado seu afastamento por quatro meses do cargo, para concorrer a mandato eleitoral, sendo substituído pelo vice-presidente, Leonardo Soares.
A diretoria repassou aos professores os informes sobre a campanha salarial 2018, a proposta de Lei de diretrizes orçamentária para 2019 e do funcionamento Grupo de Trabalho sobre Autonomia da UEPB, também integrado pelo DCE, Sintespb/UEPB e Reitoria.
O vice-presidente da Secretaria Regional Nordeste II, do ANDES-SN, Josevaldo Cunha acompanhou a assembleia e repassou informes sobre o último encontro da instância, realizado no sábado passado, em João Pessoa, como também a realização hoje, do Dia Nacional de Luta, Paralisações e Mobilizações. Ele também informou sobre adiamento do III Encontro Nacional de Educação deste ano para 2019.


Prestação de contas
Em seguida, a diretora tesoureira, Lenilda Macedo, apresentou a prestação de contas dos anos de 2016 e 2017, ao mesmo tempo apresentando uma avaliação das receitas e das despesas da ADUEPB. As contas foram aprovadas pela assembleia, sem uma análise pelo Conselho Fiscal da entidade, porque ele ainda não está em funcionamento.
63º CONAD
No ponto de pauta sobre a 63º reunião do Conselho do ANDES-SN, os professores aprovaram a escolha da diretora de comunicação Mauriene Freitas, para representar a ADUEPB no evento e das professoras Lurdes Sarmento e Bárbara Figueiredo como observadoras
Campanha salarial
Os professores aprovaram a intensificação das atividades de mobilização nos próximos meses, buscando alcançar uma reposição salarial para a categoria. Hoje as perdas salariais já atingem 26,42% .
Entre as atividades já definidas está prevista uma campanha de mídia, incluindo a produção de outdoor, artes para redes sociais, realização de pit-stops nas cidades onde a UEPB possui Campi e uma programação de mobilização estadual no dia 20 de junho.
Também foi definido que a assessoria jurídica da ADUEPB deverá acionar o Governo do Estado, para obrigar o cumprimento do artigo da Constituição Estadual que prevê o reajuste anual dos vencimentos para os servidores.
LDO
Quanto a participação da ADUEPB na audiência da Assembleia Legislativa sobre a Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2019, o presidente afastado Nelson Júnior explicou que o sindicato decidiu articular a apresentação de propostas para aperfeiçoar a Lei da Autonomia da UEPB, para enfrentar os contínuos descumprimentos do Governo do Estado, quando da elaboração e execução dos orçamentos.
Mara
Ainda durante a Assembleia, os professores aprovaram que a sede social da ADUEPB passará chamar-se com nome do recentemente falecido professor Edvaldo de Oliveira Alves, professor Mará, ex-diretor do Centro de Tecnologia. A festa junina da ADUEPB fez uma homenagem ao professor e foi chamada de São João “MARAvilha”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *