Consuni aprova mobilização em defesa da UEPB e contra os cortes de verba que podem reduzir vagas e o tamanho da universidade

Os professores, estudantes e técnico-administrativos da Universidade Estadual da Paraíba iniciarão um processo de mobilização em defesa da instituição e contra os cortes de verbas realizados pelo Governo do Estado na UEPB. A redução do financiamento vem sendo aprofundada desde janeiro e pode resultar na diminuição de serviços e benefícios oferecidos à população, além do corte de vagas em todos os cursos da instituição e redução no tamanho da universidade.
A mobilização da comunidade universitária foi uma das deliberações da reunião do Conselho Universitário da UEPB, realizada hoje pela manhã, em Campina Grande. O colegiado rechaçou a proposta inicial da Reitoria, para realizar cortes de despesas e de atividades, como também uma tese sobre a possibilidade de redução de uma entrada anual de estudantes.
O Consuni aprovou que a mobilização da comunidade universitária em defesa da universidade será a primeira etapa para se tenta engajar a sociedade paraibana no mesmo objetivo, sendo que para viabilizar este esforço será articulada a criação de um fórum paraibano em defesa da UEPB.
Os conselheiros e representantes dos segmentos da universidade também aprovaram que a mobilização deverá envolver prefeituras dos municípios sede de campus, deputados estaduais, vereadores e parlamentares federais, já que a ameaça do corte de serviços e vagas da UEPB atingirá milhares de pessoas em todas as regiões do estado.
A ADUEPB participou da reunião através do seu presidente, Nelson Júnior e da secretaria geral, Elizabete Vale. Eles apresentaram também como proposta para aumentar a mobilização a divulgação de uma nota sobre a crise na instituição, que foi aprovada por unanimidade dos conselheiros.
A iniciativa de recorrer à justiça para cobrar do Governo do Estado o cumprimento da Lei de Autonomia da UEPB, com o repasse do mesmo orçamento executado em 2016, de R$ 307 milhões, também foi proposta da ADUEPB, aprovada pelo Consuni.
Os conselheiros também aprovaram que a Reitoria deve intensificar a divulgação dos prejuízos, em serviços e benefícios, que a sociedade paraibana está sofrendo com os sucessivos cortes de verba realizados pelo Governo.
Lula
Por sugestão da ADUEPB, o Consuni também aprovou uma nota de repúdio a injusta prisão do ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva, ocorrida no final de semana passado, e aos ataques a democracia.

Leia também:

A ADUEPB e a Proposta da Reitoria de Adaptação da UEPB aos Cortes orçamentários do Governo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *