MEC pressiona pela implantação da Reforma do Ensino Médio em Institutos Federais

O Ministério da Educação (MEC), por meio da Secretaria de Educação Básica (SEB) e da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica do Ministério da Educação (SETEC), convidou nove reitores de Institutos Federais (IFs) para uma reunião na sexta-feira (23), em Brasília (DF), na qual debaterá a implantação da Reforma do Ensino Médio nesses institutos em caráter de projeto piloto.
Movimentos de defesa do ensino médio demonstraram preocupação com a reunião, tanto pelo fato da Reforma atacar o caráter integrado de formação técnica e profissional no Ensino Médio que os Institutos Federais ofertam, tanto pelo método de convidar apenas nove reitorias para a reunião. Os institutos chamados pelo MEC foram: Goiás (IFG), Paraná (IFPR), Espírito Santo (IFES), Sertão de Pernambuco (IFSertãoPE), Amazonas (IFAM), Mato Grosso do Sul (IFMS), Paraíba (IFPB), Santa Catarina (IFSC) e Triângulo Mineiro (IFTM).
Monica Ribeiro, docente da Universidade Federal do Paraná (UFPR) e militante do Movimento Nacional em Defesa do Ensino Médio, ressalta que os Institutos Federais têm legislação própria desde sua criação, que determina a oferta de Ensino Médio, Técnico e Profissional integrado. Caso a Reforma seja implantada nos IFs, o caráter integrado seria perdido, em detrimento de um Ensino Médio “concomitante”.
“A implantação da Reforma nos IFs pode gerar uma fragilização do caráter público do ensino, já que facilitaria parcerias com a iniciativa privada, além de afetar o caráter integrado do ensino”, explica a docente. Monica também critica o fato do MEC ter chamado apenas nove reitores. “É perverso convidar apenas algumas reitorias, possivelmente sinalizando com recursos extras para aqueles que queiram participar do projeto piloto, usando como justificativa o fato de que esses institutos teriam experiência de ensino”, completa.
O Movimento Nacional em Defesa do Ensino Médio, em conjunto com outros movimentos e entidades, divulgou um manifesto no qual critica a movimentação do MEC. Leia aqui.
Confira aqui a Cartilha do ANDES-SN sobre a Reforma do Ensino Médio

 

Fonte: ANDES-SN

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *