Em greve, docentes da Uern completam uma semana de acampamento na sede do governo

Os docentes da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (Uern) e os servidores da saúde do estado reafirmaram nessa segunda-feira (20) o compromisso em manter o acampamento unificado na sede do governo do estado, em Natal, até que o governador Robinson Faria e sua equipe administrativa recebam as categorias em greve e negocie o pagamento dos salários atrasados.
Durante o final da manhã dessa segunda, dirigentes da Associação dos Docentes da Uern – Seção Sindical do ANDES-SN e do Sindisaúde participaram de uma reunião na Procuradoria Geral do Estado (PGE), onde os sindicatos apresentaram um panorama d a situação dos servidores do estado, no que se refere aos atrasos salariais.
O vice-presidente da Aduern SSind, Alexsandro Donato, explicou que a documentação que detalha a situação dos servidores já está sendo preparada e será enviada para a Procuradoria. “Os procuradores querem esse subsídio, com maior número de informações possíveis para poder intermediar a situação junto ao governo do estado e tentar resolver este impasse”, destacou.
Atividades do acampamento:
Consciência Negra
Os servidores públicos em greve celebraram o Dia da Consciência negra, comemorado nacionalmente em 20 de novembro. Foi realizada uma roda de conversa com os grevistas sobre a história de Dandara e Zumbi dos Palmares, Luiza Main e João Cândido, ícones da resistência negra no Brasil. Na sequência, aconteceu uma oficina de turbantes, com participação de homens e mulheres do acampamento. O turbante é considerado um símbolo de resistência do povo negro, em especial das mulheres. A atividade foi facilitada pela advogada do Sindsaude e militante do Movimento Quilombo Raça e Classe, Adonyara Azevedo.
Projeto Tenda do Conto
Na tarde desta terça (21), o projeto Tenda do Conto visita o acampamento dos servidores. O projeto é desenvolvido por profissionais e usuários da Unidade de Saúde do Panatis, na capital potiguar e busca, através de histórias, possibilitar o aprendizado e diálogo coletivo. O bate papo com os servidores vai apresentar um pouco da história do programa e de que forma ele tem ajudado pacientes e profissionais da saúde.
Greve dos docentes
Os docentes estão em greve, por tempo indeterminado, desde o dia 10 de novembro. Confira abaixo as reivindicações da categoria:
1 – Pagamento em Dia dos Salários Atrasados;
2 – Divulgação de um Calendário de Pagamento;
3 – Acompanhamento e cobrança pela retirada das Mensagens nº 118, 148 e 151, enviadas pelo Governo do Estado à Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte;
4 – Garantia do Auxílio Saúde para os Ativos e Aposentados;
5 – Regularização do Repasse do Auxílio Saúde a Unimed por parte do Governo do Estado;
6 – Permanência na Folha de Pagamento da UERN dos Professores Aposentados;
7 – Atualização e informação sobre a tramitação do Projeto de Autonomia Financeira;
8 – Cópia para ADUERN do Projeto de Autonomia Financeira encaminhado ao Governo do Estado;
9 – Não suspensão dos contratos e pagamentos aos professores substitutos.
Com informações e imagem de Aduern-SSind
Fonte: ANDES-SN – 21/11/2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *